Artigos Publicados 2017.1

EDUCAÇÃO INCLUSIVA E DIVERSIDADE TEXTUAL

MEDEIROS, Francisca Valdynelia de Araújo Aguiar – UNISAL[1]

 RESUMO

O presente artigo tem a finalidade de discorrer sobre a relação entre diversidade textual e alunos portadores de necessidades especiais, a fim de desenvolver a aprendizagem desses alunos. Tal questionamento se corrobora com a necessidade de viabilizar o processo de ensino e aprendizagem em alunos especiais. Com isso, parte-se do pressuposto de que de que quanto mais se trabalha em sala de aula com a diversidade textual, maior o desenvolvimento da aprendizagem de alunos portadores de necessidades, em virtude da relação intrínseca entre diversidade textual, raciocínio lógico-interpretativo e autonomia, igualdade e aprendizagem. A razão que o embasou foi investigar a relação entre diversidade textual como norteadora de metodologias para o desenvolvimento da aprendizagem de alunos portadores de necessidades especiais. Tal questionamento visa a potencializar o processo de ensino e aprendizagem em alunos especiais, quais sejam: a teoria da aprendizagem significativa, a teoria da aprendizagem social e teoria interacionaista. O que se pretende é ajudar a Escola a desenvolver um bom trabalho pedagógico, utilizando a diversidade textual, com alunos portadores de necessidades especiais, com vistas a desenvolver a autonomia destes em relação ao contexto situacional onde estão inseridos, propondo, assim, metodologias que auxiliem os profissionais da educação.

PALAVRAS-CHAVE: Aprendizagem. Autonomia. Diversidade textual.

 

[1] Mestre em Ciências da Educação (Universidade San Lorenzo). Endereço Eletrônico: valdynelia@hotmail.com